domingo, 5 de agosto de 2012

Meu roteiro de pós-instalação do Ubuntu 12.04


Este artigo descreve o roteiro de atualização dos meus computadores pessoais com o Ubuntu 12.04 Precise Pangolin. Edições anteriores deste artigo cobriram as versões 9.049.1010.04 e 10.10
Nas edições anteriores eu descrevi cada etapa no próprio artigo. No entanto, desde a última versão feita, passei a criar um script, por questões de praticidade. Eu não executo o script todo. Normalmente vou copiando e colando cada parte em um terminal e vendo o que acontece. Ainda assim, ter o script facilita em muito o trabalho.
Baixe aqui o script.
Eu costumo usar muitos aplicativos além da instalação padrão, seja para uso particular, para testar ou mesmo para usar nas aulas que ministro. Assim, a cada seis meses, quando sai uma versão nova do Ubuntu, costumo fazer uma reinstalação completa dos meus computadores. Atualmente, utilizo um notebook pra uso no trabalho e outro em casa, pra família. Eu também costumo adaptar esses computadores ao meu gosto, e sempre que os reinstalo, preciso sair à procura das modificações que havia feito. Além disso, auxilio muitos colegas e alunos a instalarem o Ubuntu em seus computadores.
Sendo assim, resolvi anotar cuidadosamente cada modificação feita após a instalação padrão. Este roteiro foi criado pensando nas minhas necessidades, mas pode ser adaptado para satisfazer outras pessoas. Percebi também que a cada versão nova do Ubuntu, algumas configurações que eu fazia antes, passaram a vir por padrão ou perderam o sentido. Nessa versão isso ocorreu novamente e muitas coisas que eu fazia manualmente em versões anteriores perderam o sentido. Este é também o primeiro roteiro que eu faço utilizando o Unity.
Tentei deixar as dicas curtas. Se você considerar alguma dica incompleta, entre em contato, que eu tentarei explicar melhor. Para correções a fazer ou outras configurações a sugerir, envie um comentário. Terei prazer em ler e responder.

11 comentários:

Anônimo disse...

Deve ter alguma coisa errada no script, na linha:
sudo gedit /etc/apt/sources.list

isso vai abrir o gedit e pronto, mais nada.

Anônimo disse...

Olá, tem um erro no script na linha 13.

Anônimo disse...

Interessante, aposto que é útil para várias pessoas. Obrigado por compartilhar.

Só uma dúvida, acho que os comandos que estão:

ln -s /dados/dados/Imagens/

deveriam ser

ln -s /dados/dados/Imagens Imagens

Marco André Lopes Mendes disse...

@Anonimo: Realmente vale uma explicação. Na linha 8 eu faço uma cópia do arquivo sources.list, que contém a lista dos repositórios. Na linha 9 eu abro o gedit pra edição. Na linha 10 eu passo o link onde eu crio o novo arquivo sources.list. Faltou explicar que é necessário apagar todo o conteúdo do arquivo, copiar o conteúdo da página com os novos repositórios e colar no arquivo. Depois é só salvar e seguir adiante no script.
a
Obrigado pela correção.

Marco André Lopes Mendes disse...

Realmente a linha 13 tem um erro. O correto seria:

sudo apt-get install aptitude

Se alguém conhece um site semelhante ao paste.bin que permita edição do arquivo me avise que eu coloco o script lá.

Marco André Lopes Mendes disse...

No comando:

ln -s /dados/dados/Imagens/

já será criado um link simbólico (atalho) com o nome Imagens. Só seria necessário o último parâmetro se fôssemos dar um nome diferente, por exemplo:

ln -s /dados/dados/Imagens/ Fotos

Gustavo Sales disse...

Similar so pastebin, com edição e histórico de modificações: https://gist.github.com/

Nilson disse...

Seria bom um "cd ~" antes de qualquer comando, vai que o cara executa o script no diretório errado, ai já viu.

ou então na linha 4 trocar

"sudo cp .bashrc .bash_history /etc/apt/sources.list /dados/dados/Dropbox/docpriv/backupUbuntu/"

por

"sudo cp ~/.bashrc ~/.bash_history /etc/apt/sources.list /dados/dados/Dropbox/docpriv/backupUbuntu/"

Nilson disse...

No mais, bom trabalho, e finalmente encontrei outra pessoa que usa a fonte ecológica hehehe.

Marco André Lopes Mendes disse...

Gustavo: obrigado pela dica. Já mudei o arquivo pro github.

Marco André Lopes Mendes disse...

Nilson: valeu pela dica. vou modificar o script pra colocar a mudança de diretório.

Aqui no IFC, onde trabalho, todos os documentos oficiais usam fonte ecológica.